Início » Família

Como estão as bases da nossa casa?
Publicado por Pr. Emerson Alves em 17/02/2013 17:38H | Atualizado em 30/12/2016 14:26H

Tive a oportunidade de participar de um Seminário da Família promovido por uma das Igrejas da qual faço parte em minha cidade, e pude perceber a grande necessidade de cuidarmos das nossas bases familiares.

Quando observamos a passagem bíblica registrada em Mateus 7:24-27 podemos aprender algumas lições importantíssimas com a história contada por Jesus que fala de dois homens que construíram suas casas, um sobre a rocha e o outro sobre a areia.

O primeiro, Jesus diz que era um homem prudente, sábio, seguro e comparado àquele que ouve as palavras do Senhor e as pratica.

O segundo, é chamado de insensato, ou seja, ele não raciocina, não tem entendimento, pois ele ouve as palavras do Senhor e as não pratica.

O interessante da parábola é que ambos passaram pelos mesmos problemas: as chuvas que desceram, os rios que correram, os ventos que assopraram e combateram àquelas casas, porém os resultados foram diferentes. A primeira casa permaneceu inabalável quando a segunda se transformou em ruínas.

O que aprendemos com esta parábola é que o fundamento da nossa casa é o fator principal para mantê-la firme contra os ventos e tempestades. Jesus não menciona quais materiais foram utilizados na construção das casas, mas dá uma ênfase quanto ao fundamento: uma foi na rocha e a outra na areia.

A base na qual estamos ou pretendemos construir a nossa família, os nossos relacionamentos, a criação dos nossos filhos, deve ser sólida, consistente, firme e resistente aos ataques que irá sofrer.

Estes ataques vêem por frestas que são quase imperceptíveis, mas que podem minar e corroer toda a estrutura e destruir relacionamentos. Lembre-se que ambas as casas sofreram os mesmos ataques, mas apenas uma subsistiu.

Precisamos urgentemente reparar as bases de nossas famílias, observar onde estamos construindo nossos relacionamentos e de que maneira estamos criando nossos filhos.

Raciocinar, pensar, projetar e cuidar são responsabilidades que estão sobre os nossos ombros na construção de um futuro para a família em uma sociedade sob ataques.

Um forte abraço.

Pr. Emerson Alves